Arquivo para janeiro \25\UTC 2011

25
jan
11

Dos Filmes Que Vi – Wings (1927)

Filme de guerra. Preto e branco. Mudo.

A história se passa durante a 1ª Guerra Mundial, e como todo filme de guerra, há romance: dois pilotos americanos, Jack Powell e David Armstrong, apaixonados pela mesma garota, lutam lado a lado contra a Alemanha. Apaixonado, Jack não nota que sua vizinha, Mary Preston o ama! Ela se alista, e vai trabalhar como enfermeira, na esperança de encontrá-lo durante a Guerra.

O filme é realmente muito bonito, e pra quem tem paciência de assistir um filme mudo e ainda em preto e branco, de duas horas e meia, eu digo: vale a pena!!

Wings foi dirigido por William A. Wellman e estrelado por Clara Bow (Mary Preston), Charles “Buddy” Rogers (Jack Powell) e Richard Arlen (David Armstrong)

Vale destacar também o papel de El Brendel, o bem humorado soldado Herman Schwimpf. Com o nome completamente alemão, os coronéis, generais e afins, tendem a implicar com ele, dizendo que ele lutará a favor dos inimigos. Ele se faz de ofendido, os chama pra briga fazendo que arregaçará as mangas (suas camisas nunca tem mangas), só para daí mostrar sua tatuagem com a bandeira americana, com a inscrição Stripes and Stars Forever. Todo mundo cai na gargalhada depois do clima de tensão que ele causa.

Além do belo roteiro, há mais um motivo para assistir Wings: ele foi o primeiro ganhador do Oscar de melhor filme (aliás, foi o único filme mudo a ganhar um Oscar). E não foi só isso, faturou também a estatueta de Melhor Engenharia de Efeitos (hoje efeitos especiais). A cerimônia de entrega ocorreu no Hollywood Roosevelt Hotel, no dia 16 de maio de 1929, e premiou os filmes estreados entre 1º de Agosto de 1927 e 1º de Agosto de 1928.

 

06
jan
11

Novo álbum Cake – Showroom Of Compassion

Sim, eles voltaram!

Depois de seis anos sem lançar álbum de inéditas, a banda Californiana trouxe ao mundo Showroom Of Compassion, seu sétimo álbum de estúdio. (Aliás, eles só lançaram álbuns de estúdio até então, incluindo um álbum de raridades e inéditas em 2007).

A capa segue a tradição do visual “Kitsch” e as músicas seguem a tradição Cake de ser: o violão e voz inconfundível de John McCrea’s, o trumpete de Vicente DiFiore, as letras bem humoradas e a mistura de folk-pop-jazz-rock.

Eis as músicas:

FEDERAL FUNDING
LONG TIME
GOT TO MOVE
WHAT’S NOW IS NOW
MUSTACHE MAN (WASTED)
TEENAGE PREGNANCY
SICK OF YOU
EASY TO CRASH
BOUND AWAY
THE WINTER
ITALIAN GUY

Percebe-se que a banda procurou novas sonoridades, destaques para Teenage Pregnancy, com piano e somente instrumental, um pouco diferente do que o Cake costuma fazer; Bound Away com muita guitarra slide, evocando as canções country americanas e Italian Guy com violinos fecham as novas sonoridades exploradas neste álbum. Sick Of You, o primeiro single, soa como o velho e bom Cake, para quem ainda não ouviu, segue o clipe:

 

Para saber mais: www.cakemusic.com




Categorias

TWITTER